Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Lula fez acordo com traficantes

O governo negociou e firmou um acordo com narcotraficantes do Morro da Providência, no centro do Rio de Janeiro, para permitir que o Exército entrasse naquela favela e viabilizasse uma obra de interesse político de um aliado do presidente Lula da Silva – afirma-se num relatório dos serviços secretos do Exército, divulgado ontem pela imprensa brasileira. Recorde-se que foi no Morro da Providência – de onde a justiça determinou ontem a saída imediata dos militares – que no sábado uma patrulha deteve três rapazes, depois entregues a traficantes de uma favela rival, que os torturaram e mataram.
20 de Junho de 2008 às 00:30
Agentes da Polícia Militar em acção numa favela da capital carioca
Agentes da Polícia Militar em acção numa favela da capital carioca FOTO: António Lacerda/Epa

O relatório dos serviços secretos do Exército descreve encontros que assessores do senador Marcelo Crivella – aliado e amigo de Lula e autor do projecto urbanístico – tiveram com a cúpula local da facção criminosa Comando Vermelho, que domina o tráfico de droga na favela. Nos encontros, que ocorreram em Outubro e Novembro do ano passado, os assessores do senador, acompanhados por militares, firmaram um acordo de não agressão, pelo qual os traficantes não impediriam a entrada dos soldados, que estão na favela até hoje, nem a realização das referidas obras. Em contrapartida – relata o documento –, o Exército federal comprometeu-se a não impedir a continuação do tráfico.

O Exército sempre foi contra a participação de tropas na obra, mas a sua posição foi ignorada pelo governo. Lula aprovou pessoalmente o projecto e determinou que os militares o executassem. Acrescente-se que Marcelo Crivella, ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, é pré-candidato à presidência da câmara do Rio de Janeiro.

Desde Dezembro, 250 homens de Infantaria estão na favela e não há registo algum de incidentes com traficantes ou qualquer acção de repressão ao tráfico. Em compensação, muitos foram as denúncias de abusos e maus tratos contra os habitantes da favela, os quais culminaram com a morte dos três jovens.

Um trágico episódio que desencadeou a revolta dos habitantes do Morro da Providência e que obrigou o ministro da Defesa a pedir desculpa pelos crimes.A justiça federal já ordenou a saída das tropas ditando que a segurança passe a ser garantida pela Força Nacional, um corpo de elite da polícia.

SAIBA MAIS

ORIGEM

O início das formações das favelas no Rio de Janeiro está ligado ao fim do período esclavagista, no final do séc. XIX. Sem terras e sem opções de trabalho, grande parte dos escravos libertados ocupou locais desvalorizados de difícil acesso e sem infra-estruturas urbanas.

97% das casas nas favelas estão equipadas com televisão, frigorífico, máquina de lavar e computador.

l100 dólares é o salário médio mensal dos habitantes das favelas.

FAVELAS

12,4 milhões de pessoas vivem em favelas em todo o Brasil, de acordo com o Centro de Estudos da Metrópole do Centro Brasileiro de Análise e Planeamento. Estima-se que só no Rio de Janeiro existam 750.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)