Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Luna, a bebé que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman

Criança nasceu com um distúrbio de pele chamado Nevo Melanocítico Congénito e necessita de várias operações para remover marca.
Correio da Manhã 2 de Dezembro de 2019 às 13:11
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman
Luna, a menina que nasceu com uma marca na cara que faz lembrar o Batman

Luna Tavares Fenner, de oito meses de idade, viajou com a mãe mais de 10 mil quilómetros, desde os EUA até à Rússia para ser submetida a uma cirurgia pioneira para remover a marca de nascimento de 'Batman' da sua cara.

Na rede social Instagram, Carol Fenner, a mãe da bebé, partilhou uma imagem da criança a recuperar da cirurgia.

Segundo a publicação Mirror, Luna nasceu com um distúrbio de pele chamado Nevo Melanocítico Congénito e terá de realizar várias operações para remover o que resta da marca de nascença.

Em declarações ao Mail Online, Carol afirma que "Este é o melhor presente de Natal possível para a nossa família - e chegou cedo graças ao Dr. Popov [que realizou a cirurgia]."

Os médicos nos EUA tinham alertado a mãe para a necessidade da menor passar por cerca de 100 operações de alto risco, recorrendo a lasers.

No entanto, a história de Luna correu mundo e os pais acabaram por ser contactados por um cirurgião russo que se ofereceu para realizar o tratamento.

"Ela terá uma marca, talvez uma diferença mínima de cor, mas é muito cedo para saber. Vai levar meses para a pele recuperar completamente", reforçou a mãe da bebé.

O diagnóstico de Luna chegou seis dias após o nascimento, em março passado. "Fiquei em choque total. Quando a Luna nasceu, ninguém na sala sabia qual era a condição", descreveu Carol

Esta patologia, que afeta apenas 1,5% da população mundial, traz elevados riscos para os pacientes, uma vez que contribui para a possibilidade de desenvolvimento de melanomas cancerígenos.

Carol recebeu comentários negativos no Facebook e noutras redes sociais, mas também incentivos: "Fico feliz quando as pessoas dizem que a Luna se parece com o Batman ou com uma borboleta."

Mãe e filha estão de regresso à Flórida, nos EUA, para desfrutar do período festivo junto do pai de Luna.

No entanto, deverão regressar à Rússia em 2020 para mais tratamentos.

Segundo informações divulgadas pela publicação Mirror, Luna passará por seis a oito operações, que custam cerca de 25.000 dólares, cada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)