Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Luxemburgo recusa apoiar acordo com Mercosul se Brasil não proteger a Amazónia

Brasil pressionado para cumprir as suas obrigações climáticas de proteção da Amazónia.
Lusa 25 de Agosto de 2019 às 15:53
Jean Asselborn, ministro dos Negócios Estrangeiros e Interior do Luxemburgo
Fogos na Amazónia
Jean Asselborn, ministro dos Negócios Estrangeiros e Interior do Luxemburgo
Fogos na Amazónia
Jean Asselborn, ministro dos Negócios Estrangeiros e Interior do Luxemburgo
Fogos na Amazónia

O Governo do Luxemburgo anunciou este domingo que irá bloquear a ratificação do acordo de livre comércio entre a União Europeia (UE) e o Mercosul se o Brasil não começar a cumprir as suas obrigações climáticas de proteção da Amazónia.

"O Luxemburgo não pode apoiar a assinatura do acordo [entre a União Europeia e o Mercosul, constituído por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai] se o Brasil não se preparar para respeitar as suas obrigações relativamente ao Acordo de Paris, celebrado nas negociações com a UE", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, num comunicado citado pela agência de notícias espanhola EFE.

O governante adiantou que, "face à desflorestação da Amazónia que causa incêndios dramáticos", o executivo do Luxemburgo "espera que os parceiros do Mercosul respeitem mesmo antes do acordo negociado os compromissos do Acordo de Paris".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)