Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Macau repudia relatório da UE que aponta restrição de direitos e liberdades

Governo exortou ainda a UE a "parar de interferir nos assuntos internos da China.
Lusa 21 de Maio de 2022 às 07:18
Macau
Macau FOTO: Getty Images
O Governo de Macau manifestou este sábado "firme repúdio" ao relatório da União Europeia (UE) que aponta para a restrição de direitos e liberdades em 2021 na região administrativa especial chinesa .

O Governo exortou ainda a UE a "parar de interferir nos assuntos internos da China, designadamente da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau]".

"Ao longo dos mais de 20 anos de retorno de Macau à Pátria, a implementação do princípio de 'Um País, Dois Sistemas', com características de Macau, alcançou reconhecimento a nível internacional, criando uma das melhores conjunturas de sempre de desenvolvimento em que os residentes de Macau gozam plenamente os direitos e liberdades conferidas pela Constituição e pela Lei Básica, factos que são inegáveis", sustentou em comunicado.

Ver comentários
}