Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Macron diz que violentas agressões da polícia a produtor musical negro são "vergonhosas" para França

Câmaras de videovigilância mostraram três agentes a entrar no estúdio, a agarrar "Michel" e a espancarem-no.
28 de Novembro de 2020 às 10:09
Três polícias suspensos após serem filmados a espancar homem negro
Três polícias suspensos após serem filmados a espancar homem negro FOTO: Direitos Reservados

O Presidente francês, Emanuel Macron denunciou esta sexta-feira a "inaceitável agressão" de um cidadão negro pela polícia de Paris, "imagens que envergonham" a França e pediu ao governo que "apresente rapidamente propostas" para "lutar com maior eficácia contra toda a discriminação".

Numa publicação feita no Facebook, o Presidente criticou as forças de segurança, que as imagens mostram a agredir um produtor musica negro, que estaria na rua sem máscara, medida obrigatória no país. "A França nunca deve permitir violência ou brutalidade, vinda de quem vier. Aqueles cujo trabalho é aplicar a lei, devem também seguí-la", escreveu Macron.

Les images que nous avons tous vues de l’agression de Michel Zecler sont inacceptables. Elles nous font honte. La France...

Publicado por Emmanuel Macron em Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

O relatório da ação policial, a que a AFP teve acesso, revela que as autoridades intervieram para tentar deter o homem, identificado como "Michel", por não usar máscara. A polícia escreveu no relatório que os agentes tinham sido agredidos por "Michel". Nas câmaras de videovigilância as imagens mostram os três agentes a entrar no estúdio, a agarrar "Michel" e a espancarem-no.

A vítima resiste e tenta mesmo proteger-se dos ataques dos polícias sem mostrar intenções de os agredir.

O homem chegou a ser detido mas mais tarde acabaria por ser libertado. Os três polícias envolvidos foram suspensos.

Ver comentários