Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Maduro garante que "chegará o dia" em que Guaidó vai ser detido

Presidente da Venezuela estuda a resposta a dar a posições de ingerência de embaixadores europeus em Caracas.
Lusa 14 de Fevereiro de 2020 às 19:14
Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro
Juan Guaidó
Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro
Juan Guaidó
Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro
Juan Guaidó
O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse esta sexta-feira que "chegará o dia" em que o opositor Juan Guaidó será detido pelas autoridades e que estuda a resposta a dar a posições de ingerência de embaixadores europeus em Caracas.

"No dia em que os tribunais da República ordenem um mandado para deter o senhor Juan Guaidó, por todos os delitos que tem cometido, nesse dia irá para a cadeia. Tenham a certeza de que esse dia (ainda) não chegou, mas chegará", disse Nicolás Maduro.

O chefe de Estado venezuelano falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma conferência de imprensa na qual estiveram duas dezenas de jornalistas estrangeiros.

Caracas Nicolás Maduro Juan Guaidó crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)