Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mãe adolescente deixa filhas morrer no carro para ir a festa

Amanda Hawkins ignorou o choro das meninas.
10 de Junho de 2017 às 15:36
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Mãe adolescente deixa filhas bebés morrer no carro para ir a festa
Uma mãe adolescente deixou as duas filhas bebés dentro do carro para ir a uma festa com os amigos. As meninas acabaram por morrer dentro da viatura devido ao excesso de calor.

Amanda Hawkins, de 19 anos, deixou as crianças de um e dois anos dentro do veículo durante uma noite e uma manhã sem comida ou bebida. A mulher estacionou o carro em frente à casa de um amigo, no Texas, EUA, onde estaria a haver uma festa. Apesar de, por várias vezes, ouvir o choro das meninas dentro do carro e de as ver esbracejar, a jovem decidiu ignorar as filhas enquanto se divertia.

No dia seguinte, Amanda encontrou as crianças inconscientes dentro do automóvel, cuja temperatura rondava os 33º. Apesar de as crianças apresentarem os sinais vitais muito fracos, a jovem optou por levá-los para casa, dar-lhes banho e mudá-las de roupa, em vez de se dirigir imediatamente para o hospital. Só depois é que as meninas foram assistidas por uma equipa médica, já sem vida.

Inicialmente, a norte-americana ainda tentou encobrir a situação, dizendo aos médicos que as meninas tinham morrido com uma alergia a alguma espécie de planta.

O caso está agora a ser averiguado pelas autoridades dos EUA, que confirmaram que já não era a primeira vez que a jovem deixava as filhas bebés no carro.

Amanda acabou por confessar o que tinha feito. Agora, a jovem mãe aguarda julgamento. Caso seja considerada culpada, pode enfrentar até dois anos de prisão.
Amanda Hawkins Texas EUA questões sociais grupos populacionais crianças
Ver comentários