Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mãe assassina condenada

A mãe alemã que matou oito filhos recém-nascidos foi ontem condenada a 15 anos de prisão. Sabine Hilschinz, de 40 anos, foi condenada à pena máxima para este tipo de casos, depois de o Tribunal, em Frankfurt an der Oder, a ter considerado culpada de oito acusações de homicídio involuntário.
2 de Junho de 2006 às 00:00
Sabine matou oito bebés
Sabine matou oito bebés FOTO: Jan Woitas/Reuters
A mulher é ainda suspeita de ter assassinado uma nona criança, em 1988, mas o alegado crime prescreveu. Análises de ADN mostraram que Hilschinz e o ex-marido, Oliver, são os progenitores das nove crianças.
Durante o julgamento, que teve início em Abril, a mulher recusou-se a depor, mas à Polícia alegou que estava embriagada quando entrou em trabalho de parto, pelo que não se recorda dos nascimentos. O marido, familiares e vizinhos garantem não ter dado pelas gravidezes. Além disso, a mulher referiu ainda que já tinha três filhos e que o marido não queria que tivesse mais.
Recorde-se que Hilschinz foi detida em Julho de 2005, depois de os restos mortais dos filhos terem sido descobertos em vasos de flores, baldes e num aquário em casa dos pais desta.
Ver comentários