Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Mãe finge que filha tem doença terminal durante anos para receber donativos

Lindsey alega que uma equipa de médicos identificou a condição mas não consegue determinar a origem da doença.
Correio da Manhã 17 de Maio de 2021 às 20:48
Lindsey Abbuhl
Lindsey Abbuhl FOTO: Direitos Reservados
Uma mulher, Lindsey Abbuhl, de 34 anos, está a ser acusada de ter fingido durante três anos que a filha tinha uma doença terminal a fim de arrecadar milhares de dólares em donativos. 

A menina, de 11 anos, foi retirada dos cuidados da mãe após as suspeitas de burla em nome da criança. Lindsey é suspeita de ter enganado milhares de pessoas solidárias ao alegar que Rylee tinha uma falha no sistema nervoso central.

A mulher, de Ohia, nos EUA, dizia que a menina difilmente conseguia comer, que estava constantemente cansada, que tomava medicação para as dores e tinha convulsões frequentes. 

Lindsey alega que uma equipa de médicos identificou a condição mas não consegue determinar a origem da doença.

A angariação de fundos começou em 2018 e a mulher conseguiu com a ação presentes, dinheiro e bilhetes para espetáculos. 

O pai da menina tem agora a custódia total.

Lindsey Abbuhl questões sociais
Ver comentários