Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Mais de 270 pessoas morreram devido a excesso de trabalho nas eleições na Indonésia

Ministério da Saúde emitiu uma carta circular no passado dia 23 de abril a pedir às unidades de saúde que prestem o maior cuidado aos trabalhadores eleitorais que se encontram doentes.
28 de Abril de 2019 às 07:31
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Eleições xxx
Dez dias depois de a Indonésia ter realizado as maiores eleições num único dia, mais de 270 elementos das equipas de trabalho morreram. A princial causa da morte prende-se com excesso de trabalho, depois de terem contado milhões de boletins de voto à mão, disse uma autoridade este domingo.

As eleições de 17 de abril foram a primeira vez em que o país, com 260 milhões de pessoas, combinou o voto presidencial com parlamentares nacionais e regionais, com o objetivo de reduzir custos.

As votações foram em grande parte pacíficas e estima-se que tenham atraído 80% do total de 193 milhões de eleitores, cada um dos quais com um total de cinco boletins eleitorais em mais de 800.000 secções eleitorais.

Além das pessoas que morreram, mais de 1800 ficaram feridas, segundo declarações de Arief Priyo Susanto, porta-voz da Comissão Geral de Eleições (KPU).

O Ministério da Saúde emitiu uma carta circular no passado dia 23 de abril a pedir às unidades de saúde que prestem o maior cuidado aos trabalhadores eleitorais que se encontram doentes.

O Ministério da Fazenda está a trabalhar no sentido de indemnizar as famílias dos mortos.

O KPU está a ser investigado devido ao elevado número de mortos.

"O KPU não é prudente na gestão da carga de trabalho", disse Ahmad Muzani, vice-presidente da campanha do candidato presidencial da oposição Prabowo Subianto, segundo o site de notícias Kumparan.com.

O KPU vai concluir a contagem de votos e anuncia os vencedores das eleições presidenciais e parlamentares no próximo dia 22 de maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)