Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mais de 3600 pessoas autorizadas a sair de cruzeiro em quarentena em Hong Kong após teste negativo para coronavírus

Entre os passageiros estavam sete pessoas com passaporte português.
Correio da Manhã 9 de Fevereiro de 2020 às 08:57
Três pessoas com passaporte português em quarentena num cruzeiro em Hong Kong por suspeitas de coronavírus
Três pessoas com passaporte português em quarentena num cruzeiro em Hong Kong por suspeitas de coronavírus FOTO: Getty
Os passageiros e a tripulação que se encontravam em quarentena a bordo de um cruzeiro em Hong Kong foram autorizados a abandonar o navio depois de os testes para o novo coronavírus terem dado negativo. Entre os passageiros estavam sete pessoas com passaporte português.

O oficial do porto Leung Yiu-hon afirmou hoje que os testes realizados aos mais de 1.800 passageiros foram concluídos antes do previsto e deram todos negativo.

O cruzeiro "World Dream" estava em quarentena depois de ter sido divulgado que a tripulação teria estado em contacto com oito passageiros infetados com o novo vírus numa anterior viagem. As análises vieram agora confirmar que os membros do navio não estão infetados. 

As 3600 pessoas a bordo do navio têm agora autorização para sair depois de mais de quatro dias de quarentena. 

Em atualização
Hong Kong saúde coronavírus vírus passageiros tripulação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)