Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Mais de 50 mil manifestantes contra o regime sírio

Mais de 50 mil manifestantes concentraram-se esta sexta-feira em Hama, na região centro da Síria, para contestar o regime do Presidente Bachar al-Assad.
3 de Junho de 2011 às 14:22
Governo sírio enfrenta maior contestação desde o início dos protestos
Governo sírio enfrenta maior contestação desde o início dos protestos FOTO: d.r.

O responsável do Observatório dos Direitos Humanos sírio, com sede em Londres, afirmou que as forças de segurança dispararam tiros para o ar para tentar dispersar as pessoas.

 

"É a maior manifestação em Hama desde o início do movimento de contestação", em meados de Março, disse o director do observatório, Abdel-Rahmane à agência, acrescentando que várias pessoas ficaram feridas após a intervenção das forças de segurança.

 

Outras manifestações deverão ter lugar neste sexta-feira em cidades sírias para

prestar homenagem às crianças mortas durante o movimento de contestação. Segundo a Unicef, pelo menos 30 crianças, já apelidadas de "crianças da liberdade", terão sido mortas a tiro pelas forças de segurança sírias.

 

Hamzeh al-Khatib, um rapaz de 13 anos, que foi "torturado e morto" segundo o movimento de contestação, transformou-se recentemente numa das principais figuras da resistência contra a brutalidade do regime de Bachar al-Assad.

 

As manifestações, convocadas por activistas pró-democracia, deverão ocorrer depois das orações de sexta-feira (o dia sagrado para os muçulmanos).

 

Desde que começou o movimento de contestação no país, cerca de 1.100 pessoas perderam a vida, segundo as forças da oposição.

MAnifestantes Síria Hama Mortos Bachar al-Assad
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)