Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Mais de 100.000 refugiados chegaram à Europa desde janeiro

Desde 1 de janeiro, 102.000 pessoas chegaram à Grécia e 7.507 a Itália.
23 de Fevereiro de 2016 às 12:43
Operações de resgate de refugiados em Itália
Operações de resgate de refugiados em Itália FOTO: EPA

Mais de 100.000 refugiados e migrantes chegaram à Europa através do Mediterrâneo desde janeiro e 413 morreram a tentá-lo, anunciou esta terça-feira a Organização Internacional das Migrações (OIM).

Desde 1 de janeiro, 102.000 pessoas chegaram à Grécia e 7.507 a Itália, precisou a organização. "Atingimos este número em dois meses", disse um porta-voz da OIM, Itayi Viriri, sublinhando que, em 2015, a marca dos 100.000 só foi atingida em junho.

Das 413 pessoas que morreram durante a travessia, a maioria, 312, afogou-se na rota do Mediterrâneo oriental, entre a costa da Turquia e as ilhas gregas. À Grécia chegaram, só em fevereiro, mais de 35.000 refugiados e migrantes, 48% dos quais oriundos da Síria, 25% do Afeganistão, 17% do Iraque, 3% do Irão e 2% do Paquistão.

Os restantes 5% provêm de Marrocos, Bangladesh e Somália, entre outros países. Em Itália, em contrapartida, durante fevereiro "foram reportados vários dias sem chegadas, devido às duras condições do mar". Só num dia, segunda-feira passada, 940 pessoas foram resgatadas no Canal da Sicília.

A maioria dos migrantes que chega a Itália é proveniente de África - Marrocos, Guiné-Conacri, Senegal, Gâmbia, Nigéria ou Somália, entre outros países.

"Continuamos a registar a chegada de muitos imigrantes vulneráveis, geralmente em más condições e que foram vítimas de violência por parte dos traficantes. Também há muitas mulheres vítimas de tráfico, uma tendência alarmante que já observávamos em 2015", explicou um porta-voz da OIM em Itália, Flavio Di Giacomo.

Europa Mediterrâneo Organização Internacional das Migrações OIM Grécia Itália migrações refugiados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)