Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Mais de 80 mortes de israelitas e palestinos

Num mês de violência.
2 de Novembro de 2015 às 21:46
Os esforços internacionais não têm conseguido parar a escalada de violência
Os esforços internacionais não têm conseguido parar a escalada de violência FOTO: Getty Images

Um mês de violência entre israelitas e palestinianos já contabilizou a morte de 73 palestinianos e 10 israelitas, sem que os esforços internacionais tenham conseguido parar a escalada de violência, a pior desde a guerra de Gaza de 2014.

Esta segunda-feira ações violentas no norte do território ocupado da Cisjordânia e nas cidades israelitas de Rishón Letzión e Natania mostraram que a paz está longe e que o número de mortos e de feridos não para de aumentar.

Um palestiniano morreu, abatido por soldados israelitas na zona fronteiriça de Yalame, no extremo norte da Cisjordânia, segundo os militares porque apunhalou um dos seus colegas.

Os outros dois casos deixaram quatro israelitas feridos, três deles com gravidade, esfaqueados por palestinianos em centros urbanos e sul e a norte de Telavive. Os atacantes seriam residentes dos territórios ocupados mas a polícia não informou se estavam em Israel legais ou ilegais.

Mais de 150.000 palestinos trabalhavam em Israel até ao passado 01 de outubro, com autorização ou sem ela, mas os acessos foram restringidos de forma dramática no início da nova onda de violência, começada em setembro com uma série de confrontos entre manifestantes palestinos e a polícia israelita na Explanada das Mesquitas, em Jerusalém.

Distúrbios guerras e conflitos israelitas palestinos mês violência escalada esforços internacionais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)