Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Manifestação de 32 mil pessoas na Grécia

Comemoração do 41.º aniversário da sublevação estudantil de 1973.
17 de Novembro de 2014 às 22:07
Os manifestantes fazem anualmente esta passagem à frente da embaixada norte-americana
Os manifestantes fazem anualmente esta passagem à frente da embaixada norte-americana FOTO: Loisa Gouliamaki/GettyImages

Cerca de 32 mil pessoas manifestaram-se esta segunda-feira nas ruas de Atenas e Tessalonica nas comemorações do 41.º aniversário da sublevação estudantil de 1973, que viria a provocar a queda da ditadura no país.


De acordo com a polícia, cerca de 18 mil pessoas manifestaram-se em Atenas e 14 mil na cidade de Tessalonica, no norte, na sequência de um apelo dos sindicatos e dos partidos de esquerda no país para celebrar o fim do regime militar.


A 17 de novembro de 1973, os estudantes que se opunham ao regime militar na Grécia foram protagonistas de uma revolta, que provocou mais de duas dezenas de mortos, que levou ao fim da ditadura e à restauração da democracia, sete meses depois.


Apesar de este ano as manifestações terem decorrido sem confrontos com as autoridades, a polícia lançou gaz lacrimogénio para dispersar os manifestantes junto à embaixada dos Estados Unidos da América, quando foram queimadas bandeiras americanas e europeias.


Os manifestantes fazem anualmente esta passagem à frente da embaixada norte-americana com o objetivo de marcar o papel dos serviços secretos dos Estados Unidos, na época, na entrega do poder ao regime militar.


Nos últimos anos, estas manifestações visam também condenar a política de rigor imposta à Grécia pelos credores internacionais.

Manifestação Grécia Ditadura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)