Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Manifestantes invadem televisão pública sérvia

São os protestos mais relevantes desde que chegou ao poder, em 2012. Polícia foi obrigada a usar a força para afastar os manifestantes.
16 de Março de 2019 às 23:32
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Manifestantes invadem televisão pública sérvia, polícia retira-os à força
Agentes antimotim sérvios retiraram este sábado, com recurso à força, centenas de manifestantes que invadiram a televisão pública RTS, em Belgrado, durante uma manifestação contra o Presidente sérvio, Aleksandar Vucic.

A ação policial foi desencadeada pelas 20h30, hora e meia depois de o edifício ter sido invadido por um grupo de manifestantes, liderado por Bosko Obradovic, presidente do partido de ultradireita Dveri.

"Não permitiremos que Aleksandar Vucic minta ao povo. Grande mentiroso, chegou o teu fim! A partir desta noite, a RTS será livre", anunciou Bosko Obradovic, em declarações transmitidas pelo canal regional N1.

A polícia cercou o edifício, que se mantém rodeado por centenas de manifestantes que gritam contra o governo e as forças de segurança, numa ação de protesto que se vem repetindo todos os sábados, desde 08 de dezembro.

O ministro do Interior sérvio, Nebojsa Stefanovic, acusou os manifestantes de agirem violentamente contra jornalistas da RTS e garantiu que todos os culpados serão julgados.

Segundo a comunicação social local, dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se hoje, de novo, em Belgrado, contra o "autoritarismo" do Presidente sérvio.

Os protestos começaram para denunciar alegados ataques contra críticos do governo e exigir esclarecimentos sobre essas supostas agressões, mas tornaram-se em manifestações pela independência das instituições e por mais liberdade de imprensa e uma televisão pública menos "parcial".

O Presidente sérvio rejeita as acusações, mas estes são os protestos mais relevantes desde que chegou ao poder, em 2012.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)