Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Maoistas atacam cidade no Nepal

A guerrilha maoista no reino do Nepal não dá tréguas ao rei Gyanendra. Centenas de rebeldes armados atacaram uma cidade distante da capital e aí libertaram mais de 60 reclusos deixando mais um rasto de morte: cinco polícias abatidos.
20 de Junho de 2005 às 09:01
O ataque foi lançado a coberto da noite, de ontem para hoje (segunda-feira). De acordo com uma fonte militar nepalesa, a força de ataque da guerrilha maoista era constituída por centenas de rebeldes e atacou a cidade de Diktel, numa zona do Nepal sob maior influência da guerrilha e a cerca de 400 quilómetros da capital, Katmandu.
A mesma fonte militar garante que os rebeldes foram rechaçados pelos soldados, mas o alinhamento dos factos parece permitir outras 'leituras'. Nos combates morreram cinco polícias e dois guerrilheiros; nenhum soldado. E, principalmente, os rebeldes libertaram 63 reclusos detidos numa prisão na cidade, tudo indicando que era esse o objectivo do ataque que, dessa forma, terá sido bem sucedido.
A guerrilha maoista luta desde 1996 contra o regime monárquico no Nepal. É uma guerra civil já responsável por pelo menos 12 mil mortos. O rei Gyanendra demitiu o governo e assumiu poder absoluto em Fevereiro último, numa tentativa de reforço da luta contra os rebeldes maoistas. Mas estes continuam a atacar, a matar e a prejudicar a frágil economia nepalesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)