Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Massacre de alunos em escola no Quénia

Foi o pior massacre dos últimos tempos em Turbi, no Norte do Quénia. Centenas de homens armados com espingardas, granadas e machetes cercaram uma escola primária e as casas vizinhas, entraram e mataram indiscriminadamente. Pelo menos 61 pessoas morreram, das quais 22 eram crianças.
14 de Julho de 2005 às 00:00
As crianças foram surpreendidas pelos homens armados
As crianças foram surpreendidas pelos homens armados FOTO: Reuters
Talabo Malicha conta como a sua família foi dizimada: “Entraram porta dentro, mataram os meus dois filhos e decapitaram o meu marido à minha frente. Depois discutiram entre si se deviam, ou não matar-me. Um deles disse que não valia a pena, por isso estou viva”. Viva é maneira de dizer, porque na verdade sente-se como morta.
Nos últimos três meses tem havido inúmeros ataques entre as tribos Gabra, do Quénia, e Borana, que vive do outro lado da fronteira, na Etiópia. Na origem desta guerra está o controlo da água e do pasto, bens que rareiam nesta região semi-árida.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)