Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Mata ex-namorado depois de descobrir 'engates' no Tinder

Jovem esfaqueou o ex-companheiro e abandonou o corpo. Foi condenada a 20 anos de prisão.
12 de Dezembro de 2017 às 12:29
Hasna Begun
Pietro Sanna
Hasna Begun
Pietro Sanna
Hasna Begun
Pietro Sanna
Uma mulher matou o ex-namorado depois de descobrir que este andava a marcar encontros pelo Tinder, uma aplicação multiplataforma de localização de pessoas para encontros românticos online.

Hasna Begun, de 25 anos, ficou com ciúmes depois de saber que o ex-namorado andava a conhecer novas pessoas pelas redes sociais e que uma rapariga o começou a seguir no Instagram. Foi então que começou a enviar mensagens ofensivas e com ameaças para a rapariga e a perseguir o ex-namorado italiano em todas as redes sociais. 

Louca de ciúmes colocou uma peruca loira e umas luvas de couro preto e foi até à residência do ex-namorado, Pietro Sanna, em Canning Town, leste de Londres, Inglaterra.

Hasna esfaqueou o namorado com 36 golpes e abandonou o corpo do rapaz de 23 anos no local. Depois do crime macabro, a homicida publicou nas redes sociais os perfis do rapaz e da nova amiga, alegando que eles a estavam a enganar. Fez também várias chamadas para o telemóvel do rapaz para encobrir o seu envolvimento no crime. 

O corpo de Pietro Sanna foi descoberto três dias depois, pelo irmão. 

A rapariga acabou por ser detida e presente a tribunal, onde confessou o crime. Foi condenada a 20 anos de prisão. Segundo o jornal Metro, o investigador Gary Holmes, que liderou a investigação disse que "este foi um ataque insípido, brutal e implacável contra um jovem que tinha a vida toda pela frente". 





Instagram Canning Town Tinder Pietro Sanna Hasna Begun Inglaterra Londres julgamentos homicídio crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)