Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Mata e esconde corpo em mala

Banqueiro inglês detido em Hong Kong é suspeito de homicídio de duas prostitutas. Uma delas estava dentro de uma mala de viagem.
P.Z.G. 2 de Novembro de 2014 às 12:29
Duas prostitutas foram encontradas no apartamento de luxo onde morava o banqueiro inglês
Duas prostitutas foram encontradas no apartamento de luxo onde morava o banqueiro inglês FOTO: Reuters

Um banqueiro inglês de 29 anos foi preso em Hong Kong por suspeitas do homicídio de duas mulheres.

A polícia chinesa encontrou os corpos das duas mulheres no apartamento do homem, no distrito de Wai Chi, durante a manhã de sábado. Uma das mulheres apresentava ferimentos no pescoço e nádegas, a outra foi encontrada dentro de uma mala de viagem deixada na varanda.

O alegado homicida era empregado do Bank of America Merril Lynch. As autoridades creem que as vítimas se tratam de duas prostitutas. Fonte da polícia explicou ao South China Morning Post que a mulher encontrada dentro da mala "estava praticamente decapitada, com as mãos e pernas atadas, nua e enrolada numa toalha".

O alerta para o crime foi dado pelos moradores do luxuoso prédio de 40 andares, uma vez que estranharam o cheiro que se fazia sentir no edifício. Os corpos já estariam em decomposição.

A polícia de Hong Kong está agora a investigar a possibilidade do banqueiro estar envolvido noutros homicídios, depois de várias fotos dos crimes terem sido encontradas no seu telemóvel. Foram encontrados vestígios de cocaína no apartamento e uma faca, que foi recolhida como prova.

Hong Kong crime China prostitutas mala de viagem banqueiro inglês
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)