Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Matou ex-mulher, filha e suicidou-se

É mais um caso de violência familiar em Espanha. Desta vez em Saragoça, onde um capitão do Exército abateu a tiro a ex-mulher, também militar, e a filha de cinco anos antes de se suicidar.
13 de Janeiro de 2006 às 00:00
A polícia investiga o caso
A polícia investiga o caso FOTO: Rui Moreira
De acordo com o delegado do governo de Aragão, os cadáveres foram localizados numa vivenda situada na zona da Base Aérea de Saragoça (antiga base militar norte-americana).
Tratam-se do capitão Manuel J. Quadra Herrera, de 39 anos, natural de Antequera (Málaga), da primeiro-cabo Alicia Murcia Lázaro, de 35 e originária de Almeria, e da filha destes. Os três corpos apresentavam impactos de bala de nove milímetros de calibre, provavelmente na sequência de disparos com uma pequena arma ilegal do homicida.
Ao que parece, o oficial do Exército foi buscar a filha à escola e levou-a para sua casa. Posteriormente, a mãe foi ao encontro da criança para a levar para a habitação onde ambas residiam, também em Saragoça. De acordo com os investigadores, tudo se terá passado nessa altura, estando ainda por apurar o que motivou os disparos, bem como os contornos da tragédia familiar. Refira-se que uma amiga, preocupada porque a primeiro-cabo não respondia a sucessivas chamadas de telemóvel, deu o alerta, após o qual acabaram por ser descobertos os três cadáveres.
Saliente-se que o casal estava separado há mais de três anos, mas, apesar disso, via-se todos os dias na base por razões profissionais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)