Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Médico filmado a abusar de paciente que dormia

Homem foi apanhado a esfregar os genitais na cara de uma mulher.
Pedro Zagacho Gonçalves 2 de Fevereiro de 2017 às 14:39
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera
O médico Mauricio Cuba foi filmado a abusar de uma paciente que dormia na sala de espera

As imagens chocantes estão a causar revolta no Peru. Um médico da Clínica Peruano-Americana, situada na localidade peruana de Trujillo, foi filmado a abusar sexualmente de uma paciente que estava a dormir na sala de espera.

As imagens mostram o médico, entretanto identificado como

 a esfregar os genitais de uma mulher, que esperava para ser atendida. Tudo aconteceu no final de janeiro, pelas 03h00, quando o médico era o único de serviço. Estariam mais seis enfermeiras e duas técnicas no hospital, mas que relataram à polícia não ter visto nada fora do vulgar.

No entanto, o familiar de outro paciente, que esperava para ser atendido, simulou estar a dormir e conseguiu captar os abusos sexuais em vídeo. Omar Nieto, explica que o médico repetiu várias vezes o ato obsceno antes de perceber que estava a ser filmado e tentar disfarçar.

Mauricio Cuba trabalhava na clínica há cerca de oito meses. Depois do vídeo se tornar viral e as autoridades abrirem inquérito, o médico apresentou a sua demissão. Foi entretanto também aberto um processo disciplinar ao agressor sexual, que terá pedido desculpas à família da vítima. "Enquanto instituição, também apresentamos as nossas sinceras desculpas e prometemos que tal ocorrência não se voltará a repetir na clínica", garantiu o diretor da instituição, Gerardo Salazar.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)