Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Médico irritado com falta de condições destrói posto de saúde no Brasil

Situação foi presenciada por vários pacientes e funcionários.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 15 de Maio de 2018 às 18:55
Hospital
Médicos
Médico e paciente
Hospital
Médicos
Médico e paciente
Hospital
Médicos
Médico e paciente

Vários pacientes que esperavam consultas e funcionários assistiram esta terça-feira a uma situação inesperada que ocorreu num posto de saúde da cidade brasileira de Cariacica, no estado do Espírito Santo. O médico que estava prestes a entrar em serviço ficou tão irritado ao ver que, além de ter a sua sala ocupada por outra pessoa, não tinha os materiais necessários para trabalhar, que começou a destruir o local.

O clínico começou por destruir os móveis e equipamentos da sala, derrubando as mesas e atirando diversos papéis para o chão. Mais tarde, ao sair pelos corredores, apinhados de pacientes, continuou a destruir tudo o que via pela frente.

O subsecretário municipal de Saúde de Cariacica, Jocemir Joaquim da Silva, foi chamado para tentar controlar a situação. Este pediu ao clínico para ir casa descansar e acalmar-se, e voltar mais tarde quando estivesse pronto para trabalhar e atender a população.

Segundo o secretário, o médico atende naquele posto de forma excecional há mais de 20 anos. É alguém acarinhado pela população e pelos gestores municipais e, por isso e apesar do surto, não será afastado nem será apresentada queixa à polícia.

Ainda segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Cariacica, populosa cidade-satélite de Vitória, a capital do Espírito Santo, o médico comprometeu-se a pagar todos os danos causados quando voltou. 

Curiosamente, boa parte dos pacientes apoiou, ou, ao menos, compreendeu a atitude extrema do clínico, pois, como afirmaram várias pessoas, sentem mais do que ninguém os efeitos da falta de materiais, equipamentos e remédios. Por essa razão, entendem que a revolta que isso pode originar. 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)