Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Médico italiano diz que coronavírus está a perder potência e a tornar-se muito menos letal

Especialista defende que SARS-CoV-2, que causa a Covid-19, "já não existe clinicamente em Itália".
Pedro Zagacho Gonçalves 1 de Junho de 2020 às 15:50
Coronavírus
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção
Coronavírus
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção
Coronavírus
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção
Itália começa a aliviar algumas medidas de contenção

O novo coronavírus, responsável pela infeção pela doença Covid-19, está a perder potência e a tornar-se muito menos letal. Quem o afirma é o médico italiano Alberto Zangrillo, responsável pela Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital San Raffaele, em Milão, precisamente na Lombardia, região profundamente afetada pela Covid-19 naquele país.

"Na realidade, o vírus já não existe clinicamente em Itália", defende o especialista em entrevista à RAI, explicando que "os testes recolhidos nos últimos 10 dias mostram que a carga viral, em termos quantitativos, é absolutamente infinitesimal, quando comparada com testes feitos há um ou dois meses". Massimo Clementi, director do Laboratório de Microbiologia e Virologia do Hospital Wan Raffaele, acrescenta que "a capacidade de replicação do vírus no mês de maio está mais fraca do que o verificado em Março".

Numa altura em que Itália se prepara para levantar algumas medidas e restrições, o médico Alberto Zangrillo considera que alguns especialistas foram demasiado alarmistas quanto à possibilidade de uma segunda vaga de infeções e considera que o poder político deve ter em conta esta nova realidade verificada pelos estudos que o hospital tem levado a cabo.

"Temos que voltar a ser um país normal. Alguém tem que se responsabilizar por estar a amedrontar o país", diz o médico. Já o governo italiano pede cautela e considera que ainda é prematuro clamar vitória.

"Enquanto se aguarda prova científica que suporte a tese de que o vírus desapareceu, peço que os que dizem que têm a certeza, que não confundam os italianos. Devemos sim convidar os italianos a manter a máxima precaução e cuidados, manter o distanciamento social, evitar aglomerados de pessoas, lavar frequentemente as mãos e usar máscaras", escreve a sub-secretária do Ministério da Saúde, Sandra Zampa, em comunicado.

Apesar da cautela do Ministério da Saúde Italiano, outro médico italiano relata também à agência Ansa, que o vírus está a enfraquecer. Matteo Basetti, chefe do departamento de Doenças Infecciosas do Hospital San Martinbo, em Genoa, esclarece que "a potência e a força que o vírus tinha há dois meses não é a mesma".

"Claramente que a Covid-19 é uma doença diferente hoje", finaliza.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)