Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Médicos avaliam terceira cirurgia

O bebé de dois anos internado num hospital de Salvador da Bahia, onde já foi submetido a duas intervenções cirúrgicas para retirar agulhas que lhe foram cravadas no corpo pelo padrasto em sessões de magia negra, poderá ser operado nas próximas horas. Com a nova cirurgia, que será a terceira em apenas dez dias, os médicos vão tentar retirar agulhas da medula cervical e do pescoço, que ameaçam centros nervosos vitais.
28 de Dezembro de 2009 às 00:30
O menino ainda tem muitas agulhas no corpo
O menino ainda tem muitas agulhas no corpo FOTO: Reuters

Susy Moreno, assessora de imprensa do Hospital Ana Néri, onde o menino se encontra internado há duas semanas, afirmou ontem ao Correio da Manhã que os médicos vão realizar hoje novos exames e reavaliar o caso. Se a opção for a cirurgia, adiantou a assessora, ela pode ser concretizada ainda hoje ou, no máximo, amanhã.

Operado dia 18 para extracção de quatro agulhas do pulmão e do coração, e novamente no dia 23, quando foram retiradas 14 dos intestinos, da bexiga e do fígado, o menino, identificado apenas com as iniciais M.S.A., recupera surpreendentemente bem. No sábado, chegou a ser transferido dos Cuidados Intensivos para uma enfermaria, mas o tumulto provocado pela curiosidade de familiares e pacientes fez com que os médicos o colocassem de novo em isolamento para preservar a intimidade da criança e também da sua mãe, Maria Sousa Santos.

Entretanto, a milhares de quilómetros da Bahia, em Santa Maria, no extremo sul do Brasil, voltou a ser internada Laureane Santos Soares, doméstica, de 42 anos, que tem 12 agulhas dentro do corpo, segundo a própria introduzidas pelo ex-marido, também em sessões de magia negra.

Laureane recebeu tratamento à base de morfina, mas os médicos ainda não decidiram se farão alguma intervenção cirúrgica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)