Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Médicos chineses expõem novas informações sobre encobrimento do coronavírus pelas autoridades

Dos 4.000 trabalhadores do Hospital Central de Wuhan, 230 morreram devido a infeção pelo Covid-19.
Lusa 12 de Março de 2020 às 08:45
Coronavírus China
Coronavírus China
O hospital chinês onde trabalhava Li Wenliang, o primeiro médico que alertou para os perigos do novo coronavírus, foi o mais atingido pelo surto devido ao ocultar de informações essenciais, revela uma investigação da revista chinesa Caixin.

Entre os 4.000 funcionários que trabalhavam no Hospital Central de Wuhan, 230 morreram devido a infeção pelo Covid-19, a maior taxa de mortalidade entre funcionários de saúde em Wuhan, cidade chinesa que é epicentro do surto.

O chefe de um dos departamentos do Hospital citado pela Caixin, uma das raras publicações independentes na China, culpou as autoridades por colocarem vidas em risco.

Hospital Central de Wuhan Caixin Li Wenliang saúde pandemia vírus coronavírus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)