Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Médicos desligam máquina

Os médicos de um hospital na Florida, nos EUA, desligaram ontem as máquinas que mantinham viva uma mulher de 41 anos em estado vegetativo há 15 anos, na sequência de uma decisão nesse sentido de um tribunal local.
19 de Março de 2005 às 00:00
Fontes do centro hospitalar onde Terri Schiavo estava internada informaram que os tubos que alimentavam a paciente foram desligados durante a tarde de ontem, pouco depois da decisão do juiz George Greer, encarregado do caso. Greer gorou assim as expectativas da maioria republicana do Congresso norte-americano, que tinha conseguido obter intimações para que o marido de Terri, Michael Schiavo comparecesse em tribunal nos dias 25 e 28 de Março, o que adiaria o processo.
Recorde-se que Michael Schiavo defendeu sempre a eutanásia para a sua mulher, tendo lutado nos tribunais contra os sogros que defendiam a vida da filha.
Terminou assim um caso que suscitou paixões e divisões entre movimentos pró-vida e pró-eutanásia nos EUA, com manifestações diárias à porta do hospital onde a paciente esteve internada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)