Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Megaoperação contra islamitas

A Alemanha mantém o cerco apertado aos islamitas com a detenção de mais 22 criminosos extremistas numa megaoperação levada a cabo de madrugada em cinco dos seus 16 Estados.
13 de Janeiro de 2005 às 00:00
Setecentos polícias fizeram buscas em 57 apartamentos, várias empresas e mesquitas nos Estados da Bavária, Baden-Wuerttemberg, Hesse, Norte-Reno-Vestefália e Berlim.
Os detidos – 17 homens e cinco mulheres – são acusados de associação criminosa, de apoiar extremistas islâmicos, de falsificação de documentos e de recrutar pessoas para a jihad (guerra santa). Os suspeitos, membros de uma rede criminosa, usavam as receitas das suas actividades ilícitas para promover os seus ‘objectivos ideológicos’. A polícia acredita que a rede mantinha ligações com organizações terroristas como Al-Thawid e Ansar al-Islam e suspeita que um dos detidos terá frequentado um campo da al-Qaeda no Paquistão. Os suspeitos, são na sua maioria, provenientes de países árabes e magrebinos, mas há também alemães.
Durante esta megaoperação coordenada pela polícia bávara foram apreendidos passaportes falsos, computadores, equipamento para falsificação de documentos e material de propaganda, tendo sido emitidos dezenas de mandados de captura.
Desde os atentados de 11 de Setembro nos EUA, a Alemanha tem vindo a apertar o cerco aos extremistas islâmicos, tanto mais que três dos sequestradores desses ataques que abalaram o Mundo viveram na Alemanha.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)