Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Megaoperação apanha jihadistas

Mais de uma centena de polícias realizaram buscas em várias províncias espanholas.
Francisco J. Gonçalves 14 de Março de 2015 às 06:00
Os oito detidos são espanhóis, cinco deles de origem marroquina, e dois são mulheres
Os oito detidos são espanhóis, cinco deles de origem marroquina, e dois são mulheres FOTO: Reuters

A polícia espanhola prendeu ontem oito jihadistas espanhóis, cinco dos quais de origem marroquina, durante uma megaoperação realizada de madrugada em várias províncias de Espanha. Os detidos integravam uma célula radical que apelava à realização de atentados em Espanha e recrutava jihadistas para combater na Síria e no Iraque.

Seis das detenções foram efetuadas na província de Barcelona e em Girona, onde foi detida uma jovem de 18 anos. As restantes tiveram lugar em Fuente el Fresno (Ciudad Real) e Cebreros (Ávila).

Mohamed A., de 30 anos, detido junto a Barcelona, terá sido radicalizado recentemente, depois de se casar e fazer uma viagem a Marrocos. "Esteve lá algum tempo e voltou transformado", contou um vizinho ao jornal ‘El País’.

Outro detido, Ismael, de 18 anos, é filho de uma espanhola convertida ao Islão há 13 anos. A mãe não acredita que o filho seja radical. "Conhece o Islão e não a jihad", afirmou.

A operação de ontem, realizada em cooperação com Marrocos, foi a terceira em Espanha desde o início do ano e segue-se às detenções, terça-feira, de outros dois suspeitos em Ceuta. Estes pertenceriam à célula desarticulada em janeiro naquele enclave espanhol, composta por dois pares de irmãos com formação militar e considerados muito perigosos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)