Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Menina abandonada já está com avó

A menina de três anos abandonada pelo pai há dez dias numa estação de comboios australiana chegou ontem à Nova Zelândia, onde já se encontrou com a avó materna.
26 de Setembro de 2007 às 00:00
A avó ficou radiante ao encontrar-se com a única neta
A avó ficou radiante ao encontrar-se com a única neta FOTO: Epa
De acordo com as autoridades do estado australiano de Victoria, a criança, Qian Xun Xue, encontra-se em Auckland ao cuidado dos serviços da assistência social neozelandeses e já se encontrou com a avó, Liu Xiaoping. Com 53 anos, a avó, que vive na China, espera vir a conseguir a custódia da única neta.
“A pequena tem estado a falar e a brincar com a avó, em quem concentra a sua atenção. É notório que existe um grande amor e carinho entre as duas”, afirmou Marion Heeney, directora regional do Departamento da Criança, Juventude e Família da Nova Zelândia.
A menina foi abandonada pelo pai, Michael Xue, um neozelandês de 54 anos que residia em Auckland há dez anos. Este viajou com a criança para Melbourne, no passado dia 13, onde dois dias depois a abandonou numa estação de comboios da cidade. As câmaras de vídeo da estação captaram imagens do homem a deixar a menina sozinha e a ir-se embora. Após abandonar a criança, rumou ao aeroporto e apanhou um avião para Los Angeles (EUA), onde as autoridades policiais estão no seu encalço.
Três dias depois a polícia neozelandesa encontrou o cadáver da mãe da criança, Annie Liu, de 27 anos, na mala do automóvel da família, estacionado diante de sua casa, em Auckland, e emitiu um mandado de captura internacional contra o pai.
A criança, a quem a polícia australiana chamou carinhosamente ‘abóbora’ devido à marca de roupa que tinha vestida quando foi encontrada na estação, é talvez a única testemunha da tragédia que envolveu a sua família, cujos contornos estão ainda por esclarecer.
HISTORIAL DE MAUS TRATOS
O pai da menina abandonada numa estação de comboios de Melbourne, sobre o qual recaem as suspeitas do assassinato da mulher, tem um historial de violência doméstica.
Michael Xue, editor de uma revista, foi declarado culpado, no passado mês de Junho, de maus tratos infligidos à mulher no ano passado. Além disso, foi acusado de ter violado uma ordem de protecção da vítima, que chegou mesmo a fugir para a China.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)