Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Menina de 12 anos comida viva por cães

Adolescente foi atacada por matilha quando voltava da escola.
24 de Fevereiro de 2018 às 13:27
Liza Kanareikina, de 12 anos, foi atacada por uma matilha de cães vadios
Local da morte de Liza Kanareikina
Liza Kanareikina foi encontrada 'parcialmente comida'
Os cães vadios são considerados uma epidemia na zona
Liza Kanareikina, de 12 anos, foi atacada por uma matilha de cães vadios
Local da morte de Liza Kanareikina
Liza Kanareikina foi encontrada 'parcialmente comida'
Os cães vadios são considerados uma epidemia na zona
Liza Kanareikina, de 12 anos, foi atacada por uma matilha de cães vadios
Local da morte de Liza Kanareikina
Liza Kanareikina foi encontrada 'parcialmente comida'
Os cães vadios são considerados uma epidemia na zona

Liza Kanareikina foi violentamente atacada por um grupo de cães abandonados quando caminhava para casa após as aulas. O alerta foi dado pelos pais que estranharam o atraso da filha. O corpo foi encontrado desmembrado e parcialmente comido na floresta da cidade de Khartsyzsk, na Rússia.

Natalia Skiba, vizinha da vítima testemunhou o cenário de terror encontrado pelos pais. Segundo a mulher, foram encontrados "pedaços de carne que foram literalmente arrancados do corpo da menina e a neve em redor estava vermelha do sangue".

As autoridades abateram vários animais como forma de analisar o conteúdo dentro do estômago, mas ainda não foram concluídos nenhuns resultados.

O ataque dos animais não é caso raro na região. Vários cães foram abandonados após fuga de famílias causada pelo início de clima de guerra civil e tensão com a Ucrânia em 2014.

Todos os meses a polícia mata entre 50 a 100 caninos, como forma de controlar a "epidemia". Os cães tornaram-se selvagens após o abandono e são considerados "ferozes como lobos" pelos habitantes locais.  

Rússia Liza Kanareikina Natalia Skiba Khartsyzsk The Sun questões sociais crime cães cão animal canino
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)