Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar

Homem mergulhou até aos 11 mil metros na Fossa das Marianas, no Oceano Pacífico.
14 de Maio de 2019 às 13:29
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Mergulhador bate recorde de profundidade e encontra plástico no fundo do mar
Um mergulhador norte-americano quebrou o anterior recorde de profundidade em mergulho de botija, na Fossa das Marianas. Chegado aos quase 11 mil metros de profundidade - o local mais profundo do oceano conhecido -, Victor Vescovo esteve quatro horas a explorar o fundo dentro do seu aparelho capaz de suportar as pressões àquela profundidade. Para além de ter encontrado animais marítimos, encontrou ainda um saco de plástico e invólucros de rebuçados.

Esta é a terceira vez que um megulhador desce até à Fossa das Marianas. A primeira foi em 1960, por um militar norte-americano e um engenheiro suíço, o segundo por James Cameron em 2012 e o terceiro na passada semana. Vescovo desceu 10.927 metros, indo mais fundo do que qualquer outro ser humano na história.

Vescovo e a sua equipa fizeram cinco explorações. "É quase indescritível o quão entusiasmado estávamos todos por conseguirmos o que conseguimos", disse o explorador citado pela BBC

"Há sessenta anos, o Jacques Piccard [engenheiro suíço] e eu fomos os primeiros a visitar o sítio mais profundo dos oceanos do planeta. Agora, no fim da minha vida, é uma grande hora ser convidado para esta expedição a um dos lugares da minha juventude", disse o oficial da marinha norte-americana Don Walsh, que desceu à Fossa em 1960.

Desta viagem não resultou apenas um novo recorde de mergulho, mas também forma descobertas novas espécies de crustáceos e outros animais que a equipa acredita ser a primeira vez que foram observados.

Mas nem tudo foi um mergulho num mar de rosas. O mergulhador encontrou plástico no fim do oceano. Esta descoberta levou a equipa a ponderar procurar micro-plástico no organismo interno destes animais.
Victor Vescovo Marianas Marianas engenheiro suíço BBC questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)