Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Merkel admite sanções contra a Síria

A chanceler alemã admitiu esta terça-feira a imposição de novas sanções da União Europeia contra a Síria, antes de um encontro em Berlim com o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi.

14 de Fevereiro de 2012 às 12:18
A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu esta terça-feira a imposição de novas sanções da União Europeia contra a Síria
A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu esta terça-feira a imposição de novas sanções da União Europeia contra a Síria FOTO: Reuters

A União Europeia apoia a "posição firme" da Liga Árabe sobre a Síria e "vai consolidá-la com outras sanções", declarou Angela Merkel, durante uma conferência de imprensa.

A Liga Árabe anunciou no domingo que iria dar apoio político e material à oposição síria e pedir ao Conselho de Segurança a formação de uma força conjunta ONU-Árabes para pôr fim à violência na Síria.

"O que se passa actualmente na Síria deve ser travado pela Liga Árabe. Os assassínios devem cessar", afirmou Nabil al-Arabi, sublinhando "o papel muito importante" que a Alemanha sempre teve no Médio Oriente.

Na sexta-feira, diplomatas europeus tinham indicado que a União Europeia iria agravar as sanções económicas contra a Síria.

Segundo estas fontes, a UE vai decretar no final de Fevereiro um embargo às exportações sírias de fosfato, um congelamento dos bens do banco central e uma interdição do comércio de diamantes e metais preciosos.  

Angela Merkel chanceler alemã Síria Liga Árabe União Europeia sanções
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)