Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Merkel pede mandato forte

Chanceler apela a indecisos e diz que é necessária uma Alemanha respeitada na Europa
22 de Setembro de 2013 às 01:00
Merkel lidera sondagens e deverá continuar ao leme da Alemanha
Merkel lidera sondagens e deverá continuar ao leme da Alemanha FOTO: michael kappeler/epa

Num derradeiro esforço para tentar convencer os eleitores indecisos, a chanceler alemã, Angela Merkel, pediu ontem um "mandato forte" para continuar a governar, independentemente do futuro parceiro de coligação.

"Necessitamos de uma Alemanha forte, que seja respeitada na Europa", declarou Merkel perante milhares de apoiantes, em Berlim, no último grande comício antes das eleições. Com um discurso centrado no país e no futuro da Europa, Merkel pediu "um mandato forte". A chanceler fez ainda uma referência ao nosso país. "Quando vou à Grécia ou a Portugal, não é negativo ver as pessoas manifestarem-se contra mim. Agrada-me que o façam, porque mostra que na Europa temos liberdade de expressão", afirmou Merkel, que concorre a um terceiro mandato.

Por seu lado, num dos seus últimos comícios, o candidato do SPD, Peer Steinbruck, comparou Merkel a um condutor indeciso que anda às voltas pelo país. "Quando é necessário escolher uma direção, decidir um rumo político, é preciso ser agressivo. Comigo pelo menos sabem com o que podem contar", referiu.

Com um terço dos 62 milhões de eleitores ainda indecisos, um cenário sobressai: uma grande coligação com a CDU e o SPD, na qual Merkel quer ter uma posição forte para poder ditar leis. É que os liberais do FDP, atuais parceiros de coligação da CDU, podem não alcançar os 5% necessários para garantir assento parlamentar, forçando o partido de Merkel a virar-se para o seu principal adversário. *com agências

alemanha merkel eleições mandato
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)