Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

MESQUITA DO IMÃ ALI PODE SER ATACADA

O governo interino iraquiano admitiu esta terça-feira, pela primeira vez, tomar pela força a mesquita do Imã Ali, no centro histórico da cidade santa de Najaf, no sul do Iraque, caso os seguidores do líder radical xiita Moqtada Al-Sadr não abandonem o local nas próximas horas.
24 de Agosto de 2004 às 10:36
O ataque final à mesquita pode estar por horas
O ataque final à mesquita pode estar por horas FOTO: Reuters
Esta não foi a primeira vez que o ministro da Defesa iraquiano, Hazim Al-Shalaan, fez um ultimato aos rebeldes, que já por várias vezes conseguiram resistir à pressão para se renderem. Todavia, desta feita tudo indica que a ameaça é para ser levada a sério.
“Estamos nas últimas horas. Esta noite, as forças iraquianas vão chegar até junto das portas do templo e controlar toda a zona. Apelamos ao Exército de Mehdi para depor as armas. Se não o fizerem, vamos expulsá-los do local”, garantiu o governante iraquiano.
A apoiar as suas palavras, cerca de uma dezena de tanques norte-americanos voltaram a aproximar-se, esta terça-feira, da mesquita do Imã Ali e, pela primeira vez, militares iraquianos estão a tomar posições junto ao templo religioso, já que as tropas norte-americanas estão impedidas de entrar nos locais santos.
Hoje, um comunicado do Exército dos EUA referiu que um ‘rocket’ disparado por militantes xiitas atingiu uma parede da mesquita do Imã Ali, no centro de Najaf. Nos últimos dias, ambos os lados do conflito se têm acusado mutuamente de provocar danos no edifício.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)