Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Microsoft prefere Hillary a Obama

Em véspera de novas primárias democratas e republicanas no fim-de-semana, foram ontem revelados os montantes do apoio financeiro do sector tecnológico aos candidatos. Os democratas são de longe os preferidos das empresas de topo, mas estas espelham, nas suas tendências, as divisões que têm marcado o eleitorado. Assim, se a Microsoft tem dado maior apoio financeiro a Hillary Clinton, a Google e a Yahoo preferem, de longe, Barack Obama.
9 de Fevereiro de 2008 às 00:30
Os donativos dos funcionários da Microsoft à senadora de Nova Iorque ascendem a quase 130 mil dólares, contra os 68 mil para Obama. Na Google e Yahoo o cenário é invertido, com 97 mil dólares para o senador do Illinois e 46 mil para Hillary, na primeira das empresas, e 24 mil contra 15 mil na segunda.
Os republicanos são quase ignorados. O mui obscuro congressista Ron Paul é o mais apoiado, enquanto o favorito dos conservadores, John McCain, é praticamente ignorado, recebendo das três empresas um total de donativos inferior a 10 mil dólares.
O diferencial de apoios do sector tecnológico não será decisivo para a corrida democrata, mas as divisões que eles espelham apontam uma saída inusitada para a decisão de qual dos dois será o nomeado para a corrida à Casa Branca. Se nenhum dos candidatos assegurar os 2025 delegados até à Convenção democrata de Agosto, a decisão fica nas mãos dos 796 ‘superdelegados’. Neste número estão incluídos os membros democratas do Congresso, os governadores estaduais democratas, outros líderes eleitos e ainda todos os ex-presidentes e vice-presidentes, como Al Gore ou Bill Clinton.
Após a divisão de delegados conquistados na super terça-feira (dia 5), Obama e Hillary vão amanhã lutar por 78 delegados em Washington (aqui, o apoio a Obama do SEIU, maior sindicato estadual, pode revelar-se decisivo), 24 no Nebraska, 56 no Louisiana e três nas Ilhas Virgens. Amanhã, disputam ainda os 24 do Maine.
No lado republicano, onde McCain se afigura cada vez mais como o vencedor anunciado, Washington, Kansas e Louisiana vão também a votos. Ontem, sem referir um nome, mas com McCain em mente, o presidente George W. Bush instou o partido a unir-se em torno de um candidato. “O que está em jogo é muito importante”, afirmou Bush, manifestando confiança em que, com o apoio de todos, “será eleita uma pessoa que partilhe os nosso princípios”, para assegurar mais quatro anos de poder republicano em Washington.
EUA – PRESIDENCIAIS 2008
PRIMÁRIAS E CAUCUS DE HOJE
LOUISIANA
Delegados em jogo:
Democratas - 56
Republicanos – 20
Cidade mais importante – Nova Orleães
Área – 134 382 km2
População: 4 468 976
Brancos – 64,73%
Negros – 33,47%
Asiáticos – 1,6%
Nativos americanos – 0,97%
Outros – 0,07%
Governador – Bobby Jindal (Rep.)
KANSAS
Delegados em jogos:
Republicanos – 36
Cidade mais importante – Wichita
Área – 213 096 km2
População: 2 668 418
Brancos – 90,8%
Negros – 6,6%
Asiáticos – 2,35%
Nativos americanos – 1,66%
Outros – 0,12%
Governador – Kathleen Sebelius (Dem.)
WASHINGTON
Delegados em jogo:
Democratas - 78
Republicanos – 18
Cidade mais importante – Seattle
Área – 184 824 km2
População: 6 287 759
Brancos – 78,9%
Hispânicos – 7,5%
Asiáticos – 5,5%
Negros – 3,2%
Outros – 3,2%
Governador – Christine Gregoire (Dem.)
NEBRASKA
Delegados em jogo:
Democratas - 24
Cidade mais importante – Omaha
Área – 200 520 km2
População: 1 711 263 km2
Brancos – 92,06%
Negros – 4,82%
Asiáticos – 1,7%
Nativos americanos – 1,31%
Outros – 0,11%
Governador – Dave Heineman (Rep.)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)