Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Refugiados guiam-se pelo Facebook e Google Maps

Trocas de mensagens e coordenadas de GPS evitam polícia.
C.A.M. 14 de Setembro de 2015 às 13:01
Criança refugiada do Burundi bebe água
Menina refugiada reza por ajuda
Os refugiados do Burundi aprendem a cozinhar desde cedo
O desespero das crianças refugiadas da Indonésia
Criança resgatada ao Boko Haram, na Nigéria, em maio, está agora num campo de refugiados
Recém-nascido nasceu enquanto a mãe estava em cativeiro, raptada pelo Boko Haram, na Nigéria
Pai sírio numa ilha grega desespera para ter o filho em segurança
Crianças da Birmânia juntas num campo de refugiados
Meninos muçulmanos tiveram que fugir da Birmânia
Uma menina birmanesa em Kuala Lumpur, na Malásia
Meninos palestinianos refugiados em Beirute, no Líbano
Meninos refugiados do Burundi estão num campo de refugiados na Tanzânia
Meninos birmaneses sorriem na Malásia
Refugiado nepalês espera pela refeição do dia
Refugiada síria numa aldeia grega, perto da fronteira com a Turquia
Criança refugiada do Burundi bebe água
Menina refugiada reza por ajuda
Os refugiados do Burundi aprendem a cozinhar desde cedo
O desespero das crianças refugiadas da Indonésia
Criança resgatada ao Boko Haram, na Nigéria, em maio, está agora num campo de refugiados
Recém-nascido nasceu enquanto a mãe estava em cativeiro, raptada pelo Boko Haram, na Nigéria
Pai sírio numa ilha grega desespera para ter o filho em segurança
Crianças da Birmânia juntas num campo de refugiados
Meninos muçulmanos tiveram que fugir da Birmânia
Uma menina birmanesa em Kuala Lumpur, na Malásia
Meninos palestinianos refugiados em Beirute, no Líbano
Meninos refugiados do Burundi estão num campo de refugiados na Tanzânia
Meninos birmaneses sorriem na Malásia
Refugiado nepalês espera pela refeição do dia
Refugiada síria numa aldeia grega, perto da fronteira com a Turquia
Criança refugiada do Burundi bebe água
Menina refugiada reza por ajuda
Os refugiados do Burundi aprendem a cozinhar desde cedo
O desespero das crianças refugiadas da Indonésia
Criança resgatada ao Boko Haram, na Nigéria, em maio, está agora num campo de refugiados
Recém-nascido nasceu enquanto a mãe estava em cativeiro, raptada pelo Boko Haram, na Nigéria
Pai sírio numa ilha grega desespera para ter o filho em segurança
Crianças da Birmânia juntas num campo de refugiados
Meninos muçulmanos tiveram que fugir da Birmânia
Uma menina birmanesa em Kuala Lumpur, na Malásia
Meninos palestinianos refugiados em Beirute, no Líbano
Meninos refugiados do Burundi estão num campo de refugiados na Tanzânia
Meninos birmaneses sorriem na Malásia
Refugiado nepalês espera pela refeição do dia
Refugiada síria numa aldeia grega, perto da fronteira com a Turquia

São cada vez mais os migrantes que recorrem às redes sociais e ao Google Maps para se guiarem. Existem grupos no Facebook onde os utilizadores colocam informações relevantes, como as melhores rotas ou indicações de onde existem sítios para dormir e aceder a redes Wi-Fi. Segundo o jornal Irish Times, também a plataforma de mapas do Google é consultada por migrantes quando fazem a travessia do Mediterrâneo. "Sem o Google Maps estaríamos perdidos" disse um refugiado sírio à BBC.

É através da Internet que os migrantes verificam as rotas já viajadas pelos compatriotas. Um refugiado chamado Ramiz contou ao jornal Irish Times que durante a travessia de barco, entre o Afeganistão e a Hungria, recebeu uma mensagem de um amigo que afirmava ter sido parado pela polícia na fronteira. Ainda assim, Ramiz acabou também por ser apanhado pelas autoridades, mas teve tempo de tirar uma foto do local e partilhá-la, juntamente com as coordenadas de GPS, para que outro amigo alterasse o trajeto e assim evitasse ser travado. "É assim que viajamos", disse Ramiz ao Irish Times.

Traficantes de pessoas baixam preços
De acordo com o jornal The New York Times, a crise dos refugiados já fez com que os preços cobrados pelos traficantes de pessoas caíssem para metade. É deles que os refugiados dependem para fazer a travessia entre a Turquia e a Grécia, submetendo-se na esmagadora maioria das vezes a condições subumanas.

Equipar os migrantes com novas tecnologias parece também ser parte da estratégia das Nações Unidas. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, liderado por António Guterres, entregou 33 mil cartões de telemóvel a sírios, na Jordânia, juntamente com mais de 85 mil lanternas solares, que podem também ser utilizadas para carregar telemóveis. Srba Jovanovic, que trabalha com uma coligação de organizações de solidariedade na Sérvia, disse ao site Business Insider que todos os jovens, do sexo masculino, que encontra têm um telemóvel.

refugiados migrantes Síria Turquia Grécia Google Maps Facebook António Guterres
Ver comentários
C-Studio