Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mil já desertaram

Mais de mil soldados desertaram das Forças Armadas britânicas desde que começou a invasão do Iraque, em Março de 2003. No desfecho de um dos casos mais mediáticos, o tenente Malcom Kendall-Smith foi recentemente condenado a oito meses de prisão por recusar combater em território iraquiano.
29 de Maio de 2006 às 00:00
Só este ano já desertaram 189 soldados britânicos no Iraque
Só este ano já desertaram 189 soldados britânicos no Iraque FOTO: Atef Hassan/ Reuters
De acordo com uma investigação da BBC, 377 militares abandonaram o Exército em 2005, desconhecendo-se o seu paradeiro, enquanto neste ano já desertaram outros 189. No total, já são mais de mil. Desconhece-se quantos o terão feito devido à guerra contra o Iraque e por motivos pessoais.
Apesar de o Ministério da Defesa britânico garantir que não possui estatísticas sobre deserções, o deputado trabalhista John McDonnell afirma que o número de deserções triplicou nos últimos três anos.
A divulgação destes dados coincide com o início do debate, na Câmara dos Comuns, sobre a nova lei das Forças Armadas, que pretende punir com penas que podem ir até à prisão perpétua a recusa em tomar parte na ocupação de um país. Contudo, o advogado do tenente Kendall-Smith, garante que recebe cada vez mais solicitações para processos judiciais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)