Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Milhares de pessoas em manifestações na Rússia contra a corrupção

Líder oposicionista que acusa primeiro-ministro foi detido num protesto em Moscovo.
Lusa 26 de Março de 2017 às 14:16
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Alexeï Navalny, oposicionista do governo russo, foi detido numa manifestação em moscovo
Milhares de pessoas estão a participar este domingo na Rússia em manifestações contra a corrupção. Os protestos que têm sido conduzidos pelo oposicionista Alexeï Navalny, que foi detido pelas autoridades.

Alexeï foi detido em Moscovo, num protesto em que era exigida a demissão do primeiro-ministro, Dmitry Medvedev.

Estas manifestações são as maiores desde 2012, quando uma vaga de contestação varreu a Rússia. Acontecem no ano em que se espera a candidatura de Putin a um quarto mandato na presidência do País.rm.

Os protestos têm decorrido em várias cidades e as agências de notícias internacionais reportam pelo menos uma dezena de detidos em Vladivostok.

A oposição convocou o protesto depois de ter sido divulgado um relatório em que o primeiro-ministro Dmitri Medvedev é acusado de controlar um império imobiliário através de uma rede oculta de uma organização não governamental.

Alexeï Navalny colocou no Youtube um vídeo de 50 minutos no qual descreve as táticas a que acusa o primeiro-ministro de ter recorrido, um filme que teve mais de 11 milhões de visualizações.

Navalny, jurista de formação, tem denunciado no seu 'blog' casos de corrupção na elite russa e anunciou já a sua intenção de se apresentar às eleições presidenciais do próximo ano.

De acordo com Alexeï Navalny, as manifestações estavam previstas para 99 cidades, mas em 72 delas as autoridades opuseram-se à sua realização, invocando razões como operações de limpeza, concertos ou eventos organizados por movimentos favoráveis ao Kremlin.
Ver comentários