Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Milionária vive velhice na miséria

Foi uma das ‘princesas’ da alta sociedade americana mas actualmente, aos 104 anos de idade, está confinada a um apartamento onde dorme com um robe rasgado num sofá a cheirar a urina de cão.
28 de Julho de 2006 às 00:00
Brooke Astor geriu um vasto império financeiro, mas o filho actualmente dá-lhe apenas migalhas
Brooke Astor geriu um vasto império financeiro, mas o filho actualmente dá-lhe apenas migalhas FOTO: d.r.
Isto é, pelo menos, o que consta de um processo remetido aos tribunais pelo neto de Brooke Astor. Philip Marshall acusa o seu próprio pai, Anthony Marshall, de pagar a si mesmo anualmente cerca de dois milhões de euros para cuidar de Brooke, empregando apenas uma migalha desse montante na manutenção do apartamento da centenária, sua mãe, e nos cuidados médicos, e outros, de que ela necessita.
“O quarto dela é tão frio que a minha avó é forçada a dormir na sala de TV, envolvida num robe rasgado, em cima de um sofá que tresanda a urina, provavelmente de cão”, afirma Philip, um dos herdeiros do império financeiro dos Astor.
O alegado responsável pelo desleixo em que vive a idosa recusou comentar o caso. Quando interpelado pelo jornal ‘Daily News’, que revelou o caso, Anthony limitou-se a considerar que “é tudo muito chocante” e a considerar que o assunto “será tratado em tribunal e deve ser deixado até ser resolvido aí”.
Brooke herdou o império financeiro e hoteleiro do terceiro marido, Vincent Astor, falecido em 1959, e ao longo da vida ofereceu milhões a museus, fundações e ao auxílio directo dos mais necessitados.
O processo de denúncia da situação em que vive a milionária filantropa goza do apoio de figuras ilustres, que serão chamadas a testemunhar pela acusação. É o caso do antigo secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger e de David Rockefeller, herdeiro de outro grande império financeiro norte-americano.
Ver comentários