Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Milionário arrisca viver na rua durante três dias e retira lição de vida

Empresário quis provar que os sem-abrigo podem encontrar um emprego melhor.
18 de Abril de 2019 às 16:24
Kieren defendia que os sem-abrigo eram 'fracos', 'preguiçosos', mas acabou por perceber que a sua vida é bem mais facilitada
Sem-abrigo
Sem-abrigo a dormir na rua
Kieren defendia que os sem-abrigo eram 'fracos', 'preguiçosos', mas acabou por perceber que a sua vida é bem mais facilitada
Sem-abrigo
Sem-abrigo a dormir na rua
Kieren defendia que os sem-abrigo eram 'fracos', 'preguiçosos', mas acabou por perceber que a sua vida é bem mais facilitada
Sem-abrigo
Sem-abrigo a dormir na rua
Kieren, um homem rico e poderoso, decidiu dormir durante três noites numa das ruas mais perigosas de Londres, Inglaterra, para provar que os sem-abrigo poderiam encontrar um emprego e um lugar melhor para viver. Ao jornal Mirror, o empresário revelou toda uma história que começou cheia de planos mas que terminou numa lição de vida.

Com apenas um saco cama debaixo do braço e com roupas velhas no corpo, Kieren deixou de lado a rotina luxuosa que vivia diariamente para dormir no chão da rua The Strand, conhecida pela droga e pela elevada taxa de homicídios.

Kieren defendia que os sem-abrigo eram "fracos", "preguiçosos" e que "poderiam fazer muito mais por si mesmos". O empresário decidiu colocar em prática uma lista de planos que comprovavam que se podia viver na rua com as condições mínimas - com um teto para dormir, com comida, algum dinheiro e até fazer negócio.

"Eu acho que será fácil conseguir não passar a noite na rua e dormir num hotel ou numa pensão. Isso será a prova de que pessoas desabrigadas também conseguem fazer isso", afirmava ao jornal britânico.

Foi até um sítio abrigado para pedir dinheiro com o objetivo de comprar vários guarda-chuvas e vendê-los aos turistas que passavam pelas ruas londrinas.

No entanto, passada uma hora Kieren nem conseguiu amealhar dinheiro suficiente para comprar um único guarda-chuva.

"Eu sinto que estou a vender o meu corpo. Na rua temos que engolir o nosso próprio orgulho", contou.

Quando finalmente conseguiu o dinheiro para ficar a dormir durante a noite num hotel, percebeu que sem identificação não conseguia reservar um quarto. Acabou por passar a noite em branco.

Sem sítio para dormir, Kieren vagueou pelas ruas à procura de um canto para se abrigar. Nas ruas de Londres chegou mesmo a viver momentos aterradores e conta que foi abordado por dois homens, que suspeitavam que ele era polícia, tendo-lhe mesmo apontado uma faca.

"Sinto falta de tudo o que tenho na minha casa: da a comida, da brincadeira, das risadas, dos abraços. Sinto falta do meu computador. Preciso de um banho quente com velas. Eu não era capaz de durar nem mais um dia nas ruas", acrescentava ao mesmo jornal.

Entre conquistas e derrotas o empresário finalmente se apercebeu que as coisas não eram tão fáceis como pensava. Desta lição de vida Kieren apenas prometeu uma coisa: "Doar dinheiro e comida para aos sem-abrigo".
Inglaterra Londres Mirror questões sociais sem-abrigo Kieren milionário
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)