Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Milionário matou filha

Um bem sucedido empresário espanhol em Londres, Alberto Izaga, que havia sido detido por suspeitas de ter espancado brutalmente a própria filha – uma bebé com apenas dois anos que acabou por morrer – foi ontem formalmente acusado de homicídio.
14 de Setembro de 2007 às 00:00
Alberto e a mulher, Ligia
Alberto e a mulher, Ligia FOTO: d.r.
O crime ocorreu no passado mês de Junho, quando a criança, Yanire, sofreu lesões cerebrais e diversas fracturas, depois de ter sido pontapeada na cabeça e esmurrada, alegadamente por Izaga, um milionário de 36 anos casado com uma cabo-verdiana, Ligia Barbosa.
Depois de vizinhos terem chamado a polícia, o progenitor foi detido em casa (avaliada num milhão de libras), onde tudo se passou. Quando os agentes policiais entraram no quarto dos pais da bebé depararam-se com a criança, em pijama, inconsciente e com graves lesões na cabeça. A pequena Yanire, que sangrava do nariz, orelhas e boca, ainda foi transportada ao hospital, onde foi ligada a uma máquina de ventilação artificial, mas de nada lhe serviu, já que acabou por ser declarado o óbito dois dias depois.
Recorde-se que vizinhos do empresário contaram ter ouvido uma criança e uma mulher a chorarem, um homem a gritar e outros ruídos suspeitos no dia do crime, cuja motivação e contornos ainda não estão devidamente esclarecidos. Izaga integrava a direcção de uma prestigiada companhia de seguros helvética em Londres.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)