Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Militantes da Greenpeace condenados a um ano de prisão

Dois militantes da Greenpeace foram esta segunda-feira condenados no Japão a um ano de prisão com pena suspensa por terem roubado uma caixa de carne de baleia, um roubo que afirmam ter cometido para denunciar um tráfico ilegal, informou a associação de defesa do ambiente.
6 de Setembro de 2010 às 08:09

i"Ainda que a pena seja suspensa, é completamente desproporcionada, tendo em conta que os dois agiram em nome do interesse geral e não para seu ganho pessoal", acusou Greg McNevin, porta-voz da Greenpeace.

"Isto terá um efeito dissuasivo para os militantes que pretendam denunciar crimes no Japão", adiantou.

Os activistas condenados - Junichi Sato e Toru Suzuki - roubaram em 2008 uma caixa com 23 quilogramas de carne de baleia que mostraram aos jornalistas e depois entregaram às autoridades como prova de "tráfico ilegal"

De acordo com a organização Greenpeace, parte da carne foi vendida clandestinamente, quando a carne de baleia é normalmente cedida a grossistas a um preço fixado pelas autoridades.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)