Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

MILITARES COM MEDO

Cinco oficiais militares guineenses pediram ajuda a representações diplomáticas em Bissau na sequência da sublevação militar ocorrida na passada quarta-feira na Guiné-Bissau – noticiou a Agência France Press.
9 de Outubro de 2004 às 00:00
Os oficiais, que eram próximos do general Veríssimo Seabra, Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas – assassinado na sequência da rebelião, juntamente com o chefe da Contra-Inteligência Militar, coronel Domingos Barros –, pediram ajuda junto das embaixadas de países ocidentais e à representação das Nações Unidas na Guiné-Bissau.
Entre os referidos oficiais encontram-se Manuel Melcíades Fernandes, Chefe de Estado-Maior do Exército, além do Chefe do Estado-Maior da Marinha. Ainda de acordo com a agência noticiosa francesa, os militares temem ser assassinados pelos militares revoltosos.
CPLP E CEDEAO JÁ CHEGARAM
Entretanto, delegações da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) chegaram ontem àquele país, não escondendo a sua preocupação com a instabilidade que se gerou após a rebelião.
As duas delegações chegaram a Bissau procedentes de Dacar, sendo a da CPLP liderada pelo seu secretário-executivo, o diplomata cabo-verdiano Luís Fonseca, e a da CEDEAO pelo ministro de Estado e da Indústria do Senegal, Landing Savané.
A delegação da CEDEAO regressou a Dacar ao fim do dia de ontem, enquanto a da CPLP permanecerá em Bissau até terça ou quarta-feira.
Ainda ontem, o Partido da Renovação Social (PRS) rejeitou qualquer ligação à sublevação militar que na quarta-feira resultou na morte do general Veríssimo Seabra e do coronel Domingos Barros. “O primeiro-ministro deveria antes admitir a negligência das autoridades competentes na resolução dos grandes problemas nacionais”, afirmou Artur Sanhá.
Por último, refira-se que estava prevista, ainda para o dia de ontem, a assinatura de um “memorando de entendimento” entre revoltosos e o governo de Bissau.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)