Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Militares gays acusados de contribuir para massacre

As afirmações de um antigo general norte-americano estão a causar polémica. John Sheehan alegou, perante o Senado dos EUA, que a presença de soldados assumidamente homossexuais no exército holandês contribuiu para o massacre de Srebrenica, em 1995, durante o qual mais de sete mil muçulmanos bósnios foram assassinados.
19 de Março de 2010 às 15:54
Mais de sete mil homens e meninos muçulmanos foram assassinados no massacre de Srebrenica
Mais de sete mil homens e meninos muçulmanos foram assassinados no massacre de Srebrenica FOTO: Lusa

A opinião do ex-comandante da NATO foi expressa durante a discussão sobre o ingresso de militares gays nas forças militares norte-americanas. Aos senadores, Sheehan assegurou que o ex-chefe do Estado Maior holandês lhe confidenciou que a presença de homossexuais entre os militares era vista como 'parte do problema' nos acontecimentos de 1995 em Srebrenica. O antigo general defendeu que houve uma ligação entre a ineficiência dos soldados holandeses e o massacre.

O ministro da Defesa da Holanda, Eimert van Middelkoop, já qualificou o comentário como 'sem sentido' e revelou que nenhuma investigação ao massacre permitiu concluir qualquer vínculo entre o massacre e a presença de militares gay.

Também Roger van de Wetering, porta-voz do Ministério da Defesa holandês, rejeitou em absoluto as afirmações do general: 'O massacre de Srebrenica e a participação de soldados da ONU foram amplamente investigados pela Holanda, por organizações internacionais e pelas Nações Unidas. Nunca existiu, de modo algum, a conclusão de que a orientação sexual dos soldados  tivesse um papel'.

Recorde-se que no massacre de Srebrenica milhares de homens e meninos muçulmanos foram assassinados às mãos das forças servo-bósnias numa zona que estava vigiada pelos Capacetes Azuis holandeses, no âmbito da missão das Nações Unidas. Na altura, em Julho de 1995, os soldados holandeses foram ultrapassados pelas tropas fiéis ao governo jugoslavo em Srebrenica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)