Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Militares guineenses mortos

Pelo menos cinco militares guineenses morreram e dez ficaram feridos na sequência de confrontos com rebeldes senegaleses na cidade de São Domingos, junto à fronteira com o Senegal. Como consequência destas acções militares, mais de duas mil pessoas estão a deixar a cidade, segundo revelou a Cruz Vermelha.
20 de Março de 2006 às 18:11
Segundo as Forças Armadas guineenses as acções militares desenvolvidas na zona contra os rebeldes de Casamança visam impedir que estes façam da zona o seu quartel-general. No entanto, nas últimas horas têm circulado informações de que as chefias do exército guineense teriam recebido dinheiro do governo senegalês para combater os rebeldes.
As Forças Armadas guineenses já reagiram e o tenente-coronel Arsénio Baldé considerou “pura especulação”, prometendo processar os autores destas informações.
“É pura especulação, mas vamos accionar os mecanismos previstos na lei para que as pessoas que estão a fazer afirmações gratuitas e infundadas. Provem em tribunal quem recebeu dinheiro das autoridades senegalesas. Os aventureiros que estão a especular nos órgãos de comunicação social, falam daquilo de que não sabem. Não sabem o que se passa na fronteira”, afirmou Arsénio Baldé.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)