Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Ministério Público turco manda deter 133 funcionários por envolvimento em golpe de Estado

Polícia lançou uma operação em 11 localidades da província de Ancara.
5 de Outubro de 2017 às 10:08
Bandeira da Turquia
Bandeira da Turquia
Bandeira da Turquia
Bandeira da Turquia
Bandeira da Turquia
Bandeira da Turquia
O Ministério Público de Ancara ordenou esta quinta-feira a detenção de 133 funcionários por estarem alegadamente envolvidos no fracassado golpe de Estado militar de 15 de julho de 2016, informou a agência semipública turca Anadolu.

A polícia lançou uma operação em 11 localidades da província de Ancara para deter 101 funcionários do Ministério das Finanças e 32 do Ministério do Trabalho e Segurança Social.

Dos funcionários detidos, apenas quatro ainda trabalhavam nos referidos ministérios, tendo os restantes sido anteriormente despedidos por decreto emitido durante o estado de emergência por alegado envolvimento no golpe fracassado.

A maioria dos suspeitos estão acusados de utilizar a ByLock, uma aplicação móvel encriptada que alegadamente era usada pelos seguidores do clérigo islamita Fethullah Gulen, a quem Ancara responsabiliza pelo golpe.

Em janeiro passado, o Ministério Público de Istambul assegurou que tinha identificado cerca de 215.000 utilizadores da ByLock, todos suspeitos de serem membros ou simpatizantes da rede de Gulen.
Ver comentários