Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Ministro da Saúde do Sri Lanka culpa grupo jihadista local pelo massacre

Pelo menos 290 pessoas morreram e 500 ficaram feridas nos ataques de domingo.
22 de Abril de 2019 às 10:03
Explosões no Sri Lanka
Explosões no Sri Lanka
Explosões no Sri Lanka
Explosões no Sri Lanka
Explosões no Sri Lanka
Explosões no Sri Lanka
Em conferência de imprensa, o ministro da Saúde, Rajitha Senaratne, responsabilizou o grupo National Thowheed Jamath por ter executado o massacre no Sri Lanka, um dos mais sangrentos ataques terroristas na Ásia nos últimos anos.

O responsável governamental confirmou ainda as noticias avançadas por analistas forenses governamentais à AP que indicavam que seis das explosões foram concretizadas por sete bombistas suicidas.

Pelo menos 290 pessoas morreram e 500 ficaram feridas nos ataques de domingo no Sri Lanka, segundo um novo balanço divulgado esta segunda-feira pelas autoridades.

O anterior balanço era de 207 mortos, incluindo um cidadão português, e de 450 feridos.

O número de pessoas detidas relacionadas com os ataques, que não foram ainda reivindicados, também aumentou de 13 para 24, disse à agência de notícias France-Presse o porta-voz da polícia Ruwan Gunasekera.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)