Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Ministros do G8 condenam Coreia

Os ministros dos Negócios Estrangeiros do G8, reunidos em Londres, condenaram ontem, com veemência, o desenvolvimento da tecnologia de armas nucleares e mísseis balísticos por parte da Coreia do Norte.
12 de Abril de 2013 às 01:00

Os ministros dos EUA, Reino Unido, Canadá, Rússia, Japão, França, Itália e Alemanha sublinharam que a Coreia do Norte está a violar "diretamente" quatro resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. E, num comunicado conjunto, os chefes da diplomacia instaram ainda o regime de Kim Jong un a "abster-se de novas ações de provocação". O ensaio nuclear de 12 de fevereiro, o terceiro desde 2006, e dois novos lançamentos de mísseis "comprometem seriamente a estabilidade regional, colocam em perigo as perspetivas de paz duradoura na península coreana e ameaçam a paz e segurança internacionais" – afirma-se no documento do G8. Os ministros condenaram ainda a "retórica agressiva" de Pyongyang, salientando que a atual postura do regime "contribui apenas para aumentar, ainda mais, o isolamento da Coreia do Norte".

Perante o desafio de Pyongyang, o G8 decidiu "apoiar o reforço das atuais sanções" e ameaçou "tomar significativas medidas adicionais no caso de um novo lançamento ou ensaio nuclear".

Mas em Seul parece reinar a tranquilidade. "Ninguém está preocupado", afirma Joana Almeida, estudante portuguesa na capital sul-coreana, contactada pela Lusa e segundo a qual "ninguém leva as ameaças do Norte a sério".

coreia g8 londres pyongyang
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)