Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

MINISTROS LIBERTADOS EM S. TOMÉ

Sete ministros e um conselheiro político do governo de S. Tomé e Príncipe detidos pelos revoltosos desde o golpe de estado da passada quarta-feira, foram libertados esta última noite.
21 de Julho de 2003 às 09:47
Rodolphe Adada, dirige as negociações
Rodolphe Adada, dirige as negociações
A libertação dos oito políticos foi conseguida no âmbito de um acordo alcançado entre os mediadores que tentam restabelecer a ordem democrática no país e a Junta Militar que tomou o poder.
De acordo com um memorando sobre “a libertação das personalidades políticas”, os ministros “não serão automaticamente reconduzidos ao poder antes de concluídas as negociações e ter sido assinado um acordo final”.
Nesse âmbito, adianta o memorando, os ministros não podem exercer qualquer pressão e influência sobre a comunidade internacional, em “prejuízo da imparcialidade, transparência e equilíbrio das negociações” e estão impedidos de entrar nos respectivos ministérios.
Entretanto, prosseguem esta segunda-feira as negociações entre a comissão política da Junta Militar de Salvação Nacional e a equipa de mediação internacional , sob direcção do ministro dos Negócios Estrangeiros do Congo, Rodolphe Adada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)